Não sei

Não sei como tu te libertarás do teu passado – Mesmo porque ele não existe mais, está apenas nas tuas lembranças, e, como bem sabes, a natureza das tuas lembranças é diferente da “realidade“.

Contudo, de algum modo, terás de largar muito do que ainda carregas para poder ter uma nova vida.
O novo vem com o desejo e a ação para a mudança.
Quais tuas ações?

Com a gente

Passamos por tudo o que passamos (sabes que muito tem aqui no blog) da melhor forma que pudemos, e acho que atingimos um bom resultado: aprendemos e crescemos todos os dias no ano de 2016. Você nos ajudou: com pensamentos e orações – Obrigado!

Contudo

Em algum momento seria preciso estarmos prontos para a próxima jornada, e, acredito que estamos. Ela pode não ser bruta, muito menos extrema, mas pode nos exigir mais do que estamos habituados a entregar e, nesse modo, outras opções de vida podem ser mais importantes: tudo tem relação com nossas prioridades.

Enquanto

Acreditares que para deixar de sofrer precisarás esconder a dor, então, de forma perversamente planejada, ela voltará ainda mais forte e potente. Saiba sentir a dor e o sofrimento para livrar-se dele. Tudo o que tu te recusas em veemência a sentir se materializa e te prende – Sem opções de fuga.

Tua morada de morte é construída a cada ação em que negas as vestimentas de teu luto.
É assim difícil de perceber?

De um dos mestres

O sofrimento, ou a emoção negativa, é um mal virtual que se realiza quando não plenamente vivido. Ele se concretiza em nós, transmite-se para os outros, encarna-se no funcionamento patológico de um casal, de uma família, de uma organização, de uma sociedade. O mal materializa uma emoção negativa não liberada. Em vez de permanecer virtual, ser reconhecida e escutada como um sinal, uma mensagem, a emoção ganha corpo e se transforma no mal do mundo.

 

2 thoughts on “Sobre libertar-se do passado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *