Publicado em

Veja somente o que o teu coração enxerga

Quando tudo isso começou nós tomamos uma decisão: a de encararmos tudo de frente. Todos os desafios que um câncer provê seriam olhados de forma direta e com todo nosso entusiasmo. É Entusiasmo (do grego en + theos, literalmente ‘em Deus‘).

Nós nunca falamos a respeito disso: sobre como iríamos enfrentar essas coisas. Engraçado que eu (Marco) aqui escrevendo não me recordo de ter dito assim pra Andi:

Olha, vamos enfrentar isso dessa forma… Com a cabeça em pé… Blá, blá, blá…

Nada. Nadica mesmo. A gente se olha e se entende. Na maior parte das vezes funciona assim. O Não Dito é tão importante quanto o Dito. E assim mais de 20 anos estamos na jornada juntos. As regras mais necessárias são esclarecidas. Essas de urgência nem precisam visto que nossas regras já nos são claras.

Dessa forma fica claro que o perpetuado em nossos corações é aquilo que desejamos: apenas a parte boa da história permanece. Nada além. Dores nascem para serem sentidas e esquecidas. Amores nascem para se eternizar. E tudo nasce para sentirmos e experienciarmos.

Muitos dos sinais que recebemos vieram através de pessoas que estavam distantes ou haviam se aproximado recentemente.

Duas delas são muito especiais para mim. São 2 telefonemas. Sério mesmo, 2 telefonemas no meio dessa turbulência de sabores (e alguns dissabores) são extremamente marcantes.

Telefonema 01

07:05 de um Quinta feira. Seria o primeiro dia de Quimioterapia. Saí mais cedo pra poder iniciar o trabalho antes e sair no horário de acompanhar a Andi.

Deixei o Dmitri na escola, dentro daquela rotina que nos era peculiar – Tchau Pai, Beijo, Te amo… Ops, lembrei que preciso tomar café da manhã, senão a coisa não funciona.

Parei perto da escola: tem um cafezinho muito simpático ali que há tempos queria visitar. Escolha boa. Algumas árvores e muitos cheiros. Café, comida, pássaros, enfim, vida.

Fiz meu pedido. O (hoje tradicional) Pastel Assado de Frango – com massa integral – E minha xícara de café. Aguardando o pedido o telefone toca e eu penso:

Caramba nem está tão próximo das 08:00 h – Hora em que normalmente a coisa começa a correr, pensei com meus botões: Quem poderia ser naquele horário?

Olho pro telefone e vejo a foto de um amigo. Mas daqueles que o universo havia acabado de entregar. Há poucos meses havíamos nos conhecido, embora eu já conhecesse a esposa dele há alguns anos – Fato que apenas o Facebook veio me mostrar algum tempo depois de nos conhecermos.

Atendi e larguei:

Cara não tô te devendo nada (ainda)… Rimos juntos.

Ele:

Te liguei pra saber como vocês estão?
Eu e minha esposa falamos a respeito de vocês. E sabemos um pouco do que vocês estão passando.

Caralho! Como pode um telefonema fazer um marmanjo do meu tamanho chorar?

Tu tens noção de quão simples isso é? Tens noção de quão importante isso pode ser pra alguém?

Tem alguém te esperando? Sim? Liga agora. Vais ser libertador pra ambos. Te garanto.

O mais simples, as vezes, é o mais difícil.

Telefonema 02

Já estávamos há algum tempo com o diagnóstico confirmado e nos preparando para os passos seguintes. Em casa no fim de um dia a Andi estava no sofá e o telefone dela toca:

O amigo pergunta algo que deve ter sido: “Como estás?”, e ela:

Estou ótima!

Olhei pra ela e pensei: caramba realmente ela está ótima. Como não estaria ótima com aquele sorriso estampado no rosto? Como poderia não estar com as pessoas que ela tem ao redor? Como ela não estaria feliz sendo ela quem é? Ela realmente é demais. É além de tudo o que pensei em ter ao meu lado. Ela é uma benção.

Ele:

Venham pra SP. Vai ser importante para vocês.

Assim que conseguimos conciliar fomos à SP e nos encontramos com ele. Foi mais um presente que recebemos. Por muitos aspectos, especialmente porque fomos recebidos por um casal de amigos que há anos não víamos. E muita luz nos foi entregue naqueles dias.

Um telefonema e um convite. Com uma boa dose de boa vontade tudo se fez.

Tem como ignorar a felicidade que Deus nos entrega a todo momento?

Se Ele fala com a gente por meio de Sentimentos, Pensamentos e Experiências como poderíamos ignorar tanta coisa boa ao nosso redor?

Ele está aí falando contigo, basta que enxergues o que o teu coração quer lhe mostrar.

Marco

Publicado em

Bem vindo 2012

Este ano comecei a minha rotina de uma maneira diferente … trabalhando muito!!! Num ritmo muito acelerado e com muitos compromissos de estudo também…. o que te  me deixado atordoada…  cansada… e sensível!!!

Mas, usando a técnica da respiração e a filosofia de Pollyana, estou aprendendo e refletindo muito para começar 2012 de forma iluminada!!!

Ah, e também tem acontecido muitos “eventos” encantadores na vida pessoal, familiar e profissional nestes primeiros 20 dias do ano!!!

Entendo que quando a ansiedade aperta temos que olhar ao nosso redor e ver o que o universo nos quer dizer, e por incrível que pareça ele nos diz muito…

Recebi um texto da minha amiga Vani e quero compartilhar por acreditar muito no que está escrito…

Abraço!

 

1.  Beba muita água
2.  Coma ao café da manhã como um rei, ao almoço como um príncipe e ao jantar como um pedinte;
3.  Coma o que nasce em árvores e plantas, e menos comida produzida em fábricas;
4.  Viva com os 3 E’s: Energia, Entusiasmo e Empatia;
5.  Arranje tempo para orar;
6.  Jogue mais jogos;
7.  Leia mais livros do que leu em 2011;
8.  Sente-se em silêncio pelo menos 10 minutos por dia;
9.  Durma 8 horas por dia;
10. Faça caminhadas de 20-60 minutos por dia, e enquanto caminha sorria.
11.  Não compare a sua vida a dos outros. Ninguém faz idéia de como é a caminhada dos outros;
12.  Não tenha pensamentos negativos ou coisas de que não tenha controle;
13.  Não se exceda. Mantenha-se nos seus limites;
14.  Não se torne demasiadamente sério;
15.  Não desperdice a sua energia preciosa em fofocas;
16.  Sonhe mais;
17.  Inveja é uma perda de tempo. Tem tudo que necessita….
18.  Esqueça questões do passado. Não lembre seu parceiro dos seus erros do passado. Isso destruirá a sua felicidade presente;
19.  A vida é curta demais para odiar alguém. Não odeie.
20.  Faça as pazes com o seu passado para não estragar o seu presente;
21.  Ninguém comanda a sua felicidade a não ser você;
22.  Tenha consciência que a vida é uma escola e que está nela para aprender. Problemas são apenas parte do curriculum, que aparecem e se         desvanecem como uma aula de álgebra, mas as lições que aprende, perduram uma vida inteira;
23.  Sorria e gargalhe mais;
24.  Não necessite ganhar todas as discussões. Aceite também a discordância;
25.  Entre mais em contato com sua família;
26.  Dê algo de bom aos outros diariamente;
27.  Perdoe a todos por tudo;
28.  Passe tempo com pessoas acima de 70 anos e abaixo de 6;
29.  Tente fazer sorrir pelo menos três pessoas por dia;
30.  Não te diz respeito o que os outros pensam de você;
31. O seu trabalho não tomará conta de você quando estiver doente. Os seus amigos o farão. Mantém contato com eles.
32.  Faça o que é correto;
33.  Desfaça-se do que não é útil, bonito ou alegre;
34.  DEUS cura tudo;
35.  Por muito boa ou má que a situação seja…. Ela mudará…
36.  Não interessa como se sente, levanta, se arruma e aparece;
37.  O melhor ainda está para vir;
38.  Quando acordar vivo de manhã, agradeça a DEUS pela graça.
39.  Mantenha seu coração sempre FELIZ!!

Publicado em

Fatores que limitam a Vida do Ser Humano

A metade dos nossos erros na vida vem de quando pensamos quando deveríamos sentir e sentimos quando deveríamos pensar”. * Gilclér Regina

Para alcançar os sonhos de maneira inteligente e sem tantas dores de cabeça precisamos desenvolver hábitos ou atitudes que impeçam os fatores limitantes que estão alojados em nossa inteligência.

São seis os fatores que provocam a limitação no ser humano, aqui enumerados:

1. A queixa

2. A passividade

3. A desconfiança

4. A dúvida

5. A concorrência

6. A paralisia.

Considerações:

Queixa: Há pessoas que reclamam o tempo todo e transformam esse comportamento em um dos principais empecilhos para chegar à meta.

Passividade: Refere-se a pessoas cheias de medo. O medo paralisa e não deixa avançar. O problema é que não estamos acostumados a olhar para dentro, sempre temos nossos olhos voltados para fora. A nossa maneira de ser nos aproximará ou nos distanciará das pessoas.

Desconfiança: A pessoa desconfiada pensa que os outros fazem tudo de propósito, que estão contra ela. Mais que superar a desconfiança, é preciso quebrar o seu ciclo, caso contrário, você ficara patinando a vida inteira. Mude seu foco. Se você não se sentiu amado a vida inteira isso pode determinar a visão que o seu presente tem do futuro e te deixa vulnerável. Não deixe seu pensamento ruim afastá-lo da meta. Pessoa negativa vive até o que é bom como algo ruim.

Dúvida: É uma força mental poderosa que não nos deixa alcançar o que é nosso. Ela nos impede de agir, avançar e ter foco. Te afasta do objetivo. Faz com que você abandone o seu sonho. É responsável pelo fracasso de muita gente e pela frustração de sonhos não realizados.

Concorrência: Nunca concorra com ninguém, apenas com você mesmo. Você não precisa receber o mesmo salário que o outro, precisa, sim, ganhar mais do que agora. Você não precisa ter o corpo da modelo da moda, se sim, perder peso. Não se compare com ninguém e nem permita que outros o façam. Não concorra. Supere-se.

Paralisia: É quando você começa a esconder os seus desejos e a motivação que tinha quando se atrevia a sonhar. As ideias sem ação são inúteis. 100% do seu potencial são vistos quando você tem ação.

Os projetos e os sonhos de sua vida voltarão a nascer, a ser concretizados, somente quando descobrir e vencer aquilo que está limitando a sua vida.

http://ogerente.com.br/rede/carreira/vida-superar-limitacao

Publicado em

Autoconhecimento: MBTI

Eu sou uma guardiã… e você? Descubra no texto abaixo!

Uma breve história dos Tipos Psicológicos…

http://www.inspiira.org/

Em 1927, Carl Jung lança um de seus livros, “Tipos Psicológicos”, onde ele categoriza seus pacientes, e em conseqüência os seres humanos, em 3 critérios, que poderiam assumir duas posições opostas, criando oito tipos de personalidade diferentes. Ele não aprofunda muito seus estudos, pois seus métodos, apesar de ter conclusões fantásticas, eram talvez um pouco esotérico demais.

Na década de 50, duas moças, Katherine Briggs Myers e sua filha Isabel Briggs Myers, que eram diretoras de uma fábrica nos EUA, após a Segunda Guerra Mundial, e tiveram contratar várias mulheres, no lugar dos homens que saíram para o front. Elas começaram a observar grandes diferenças de comportamento entre eles, e conheciam o trabalho de Jung, então pensaram um desenvolver um indicador (teste não, pois não eram psicólogas, nem psicometristas) que pudesse captar os tipos psicológicos nas pessoas, para que se pudesse encaixá-las dentro dos diferentes tipos psicológicos, para entender suas expectativas, comportamento, entre outras características descritas por Jung.

Estudando um pouco mais da teoria, e aplicando na prática, elas identificaram que havia mais um fator em jogo, que alterava então toda a estrutura dos outros três. Deu-se então em 16 tipos, organizados pelos critérios: Extroversão/Introversão, Sensação/Intuição, Pensamento/Sentimento e Julgamento/Percepção. O interessante é perceber que as palavras assumem características diferentes do que é usado normalmente (exemplo: extroversão). Elas então criaram o indicador e chamaram-no de MBTI (Myers Briggs Type Indicator), que é como ele é conhecido hoje em dia.

Segue uma explicação breve das dimensões e características dos tipos:

A primeira dimensão do tipo de personalidade diz respeito a como interagimos com o mundo e, principalmente, onde obtemos e onde dirigimos a nossa energia.

Extrovertidos (E)

  • São energizados quando interagem com outras pessoas
  • Gostam de concentrar sua energia no mundo externo das coisas e pessoas

Introvertidos (I)

  • São energizados quando despendem o tempo sozinhos
  • Gostam de concentrar sua energia no mundo interno das idéias e pensamentos

A segunda dimensão do tipo descreve as duas maneiras diferentes como as pessoas percebem, ou assimilam as informações. Que espécie de informação notamos naturalmente? Algumas pessoas concentram-se no que é, enquanto outras no que é possível.

Sensoriais (S)

  • Normalmente prestam mais atenção a fatos e detalhes
  • São pessoas mais realistas e práticas

Intuitivos (N)

  • Tentam entender as conexões, significados e implicações
  • São pessoas mais imaginativas e criativas

A terceira dimensão do tipo se relaciona com a maneira como tomamos decisões e chegamos às conclusões. Todos nós apresentamos uma preferência natural inata por tomar decisões baseadas na lógica ou em nossos sentimentos e valores pessoais.

Pensadores (T)

  • Tomam as decisões mais objetivamente, pesando os prós e contras
  • Valorizam a lógica e a justiça; um padrão para todos

Sentimentais (F)

  • Tomam as decisões baseados em como se sentem acerca do assunto e como os outros serão afetados
  • Valorizam a empatia e a harmonia; vêem a exceção para a regra

A quarta dimensão do tipo de personalidade (desenvolvida pelas Briggs) se relaciona a se preferimos viver de uma maneira mais organizada (tomando decisões) ou de uma maneira mais espontânea (assimilando informações).

Julgadores (J)

  • São mais felizes depois que as decisões foram tomadas
  • Tendem a tomar as decisões rápida e facilmente

Perceptivos (P)

  • São mais felizes deixando as suas opções abertas
  • Tendem a sentirem-se ansiosos e inseguros ao tomarem decisões

Existem mais características observáveis em cada um dos critérios, mas acho que estas podem dar uma boa idéia do que cada critério mede. Então, conjugando essas quatro dualidades (como tenho chamado por oporem dois conceitos diferentes), obtém-se 16 diferentes tipos psicológicos, que podem ser agrupados como subgrupos usando diferentes critérios, com diferentes aplicações.

Na década de 70, David Keirsey, psicólogo americano, lançou um livro com um nome não muito pretensioso, pelo menos para os acadêmicos: “Please Understand Me”. Neste livro, ele criou um desses subgrupos que citei acima, que ele veio chamar de Temperamentos. Estes Temperamentos que deram ao Inspiira.org seu maior insight, e o objeto de sua missão, de todas as aplicações e implicações de se compreender estes padrões de comportamento desta maneira. O modelo utilizado para os 4 temperamentos (contendo 4 tipos cada um), já havia sido usado no campo da filosofia, desde Galeno, e os gregos antigos, alguns até um pouco conhecidos, como Platão e Aristóteles.

Este modelo do Keirsey uniu a teoria levantada por Jung, o critério extra desenvolvido pela família Myers Briggs e também a idéia delas do indicador, mais a teoria dos Temperamentos que vinha carregando diferentes nomes na psicologia, e definiu os quatro Temperamentos, que são definidos pela presença de duas letras específicas no tipo das pessoas:

  • SP: Sensorial Perceptivo (chamados Artesões) – Tipos: ISFP, ESFP, ISTP, ESTP

SPs desejam estar onde está a ação; eles procuram aventura e anseiam por prazer e estimulação. Marvin Zuckerman, um psicólogo americano, definiu esse tipo como “a personalidade que busca sensação”. Os SPs acreditam que a variedade é o tempero da vida, e que fazer coisas que não são divertidas ou excitantes é uma perda de tempo.

  • SJ: Sensorial Julgador (chamados Guardiões) – Tipos: ISFJ, ESFJ, ISTJ, ESTJ

SJs são pessoas sensatas, realistas e que são a espinha dorsal das instituições e os verdadeiros estabilizadores da sociedade. Eles acreditam em seguir as regras e cooperar com as autoridades; de fato, eles não se sentem nada bem em improvisar ou causar encrencas.

  • NF: Intuitivo Sentimental (chamados Idealistas) – Tipos: INFP, ENFP, INFJ, ENFJ

Os NFs acreditam que a cooperação amigável é a melhor forma para que as pessoas atinjam os seus objetivos. Eles sonham em remover os muros de egoísmo e conflito que dividem as pessoas e têm um talento único para ajudar as pessoas a resolver as suas diferenças e assim trabalharem juntas. Tal harmonia interpessoal poderia ser um ideal romântico, mas os NFs são românticos incuráveis que preferem concentrarem-se no que poderia ser em vez do que no que é.

  • NT: Intuitivo Pensador  (chamados Racionais) – Tipos: INTJ, ENTJ, INTP, ENTP

Seja qual for o seu campo, os NTs esforçam-se por compreender o mundo natural em toda a sua complexidade. NTs desejam aprender acerca dos princípios abstratos ou leis naturais que descrevem a realidade, como também em descobrir a estrutura e função dos sistemas complexos do mundo; sejam sistemas mecânicos, orgânicos ou sociais. Eles são completamente pragmáticos acerca do como ganharão esse conhecimento.