Publicado em

A benção da maternidade

Hoje escrevo sobre como me senti quando soube que estava com câncer e a relação com ser mãe.

Na maior parte do tempo vivemos como se não fossemos morrer… deve ser um mecanismo de defesa para não ficarmos ansiosos com a morte… Ao se deparar com o dignóstico de uma doença supostamente grave o primeiro pensamento que vem a mente é : “Vou morrer logo”!

Juntamente com o medo de morrer logo vem o medo de perder ou deixar as pessoas que amamos. Ao saber do diagnóstico, o maior pavor que tomou conta de mim foi: “Como o Dmi ficará sem a mãe e como Marco ficará sem a esposa e mãe do seu filho?” Tenho certeza que eles conseguiriam viver bem mas pensar nisso, mesmo agora que estou tranquila com esse momento de vida ( a doença), me fez e faz chorar de angústia.

Sim, eu estou tranquila, mas isso (morrer) pode acontecer a qualquer momento, com qualquer um, independente de estar doente ou não. Então comecei a organizar minha mente, meus pensamentos para conseguir lidar com a incerteza da vida e não sofrer antecipadamente por algo que não aconteceu.

Como organizei minha mente, com perguntas, resposta e ações:

1ª O que é mais importante na minha vida? Meu filho, meu marido, minha família e meus amigos.

2ª Como posso estar mais próxima deles? Dando prioridade, sempre que possível, para eles.

3ª Como aproveitar melhor todos os momentos com as pessoas que amo? Primeiramente expressando meus sentimentos por elas. Sei que ainda preciso melhorar muito isso, mas cada vez mais consigo

4ª Qual imagem/momentos quero deixar registrados em meu filho? Que eu o amo infinitamente, que eu sofro, choro mas sou forte. Quero que ele lembre da minha alegria de viver… Que ele consigo usar o lema da Pollyana (o jogo do contente) assim como eu aprendi desde criança. Que ele lembre de nossas brincadeiras, danças, idas ao cinema, nossas tardes vendo TV, as lasanhas que fiz que ele tanto gosta, a profissional dedicada e que, sim, precisamos trabalhar muito (mas com limite para não prejudicar a vida pessoal) para sermos pessoas melhores… enfim, cada dia descubro mais sobre mim que quero compartilhar com meu filho!

Tenho muitas outras perguntas, e acredito que sempre terei muitas,  mas serão para os próximos posts (hehehe)…

Agradeço muito essa missão de ser mãe e a cada dia que passa entendo mais a frase que diz que “aprendemos a ser filhos quando nos tornamos mãe/pai” assim como, valorizo cada dia mais a minha mãe e a tudo que ela fez/faz para me ajudar a ser que sou.

“De tudo o que tinha de mais bonito pra ser nesta vida, eu fui: Mãe!”❤️ (Rachel Carvalho)

10 comentários sobre “A benção da maternidade

  1. A cada post uma linda mensagem 💕💕💕💕

  2. Lindo Andi,
    feliz dia das mães!

  3. Lindo Andi!! Adoro ler os textos de vcs.
    Um super beijo.

  4. Lindo Andi! É um aprendizado pra gente lê o que vcs escrevem, me emociona e me faz refletir muito sobre como somos e o que devemos melhorar todo dia!

  5. Muito bonito e repleto de emoções seu belo depoimento. Me emocionei! Muita admiração por você e sua coragem e acho que esse é o caminho da cura.

    Um beijo,

    Cris

  6. Forca Andi…mimha familia tambem passou por isso e meu filho tinha apenas 1 ano…superamos e hj estamos mais felizes do que nunca!!! Meu maior medo era…se meu marido morrer meu filho nao tera lembranca nenhuma do pai!!! Superamos e estou aqui dando este depoimento pq tenho certeza que vc ja superou tambem!!!! Nunca fui otimista mas a vida ensinou na dor…ou tinha fe e conseguia “sobreviver” a angustia ou me deprimia e atrapalhava o tratamento…mudei totalmente…Aprendi a esperanca e compaixao com o proximo!!! Beijo no seu coracao

  7. Lindo Andi!
    Nada mais valioso que o amor

  8. Amei ler teu depoimento… cheio de sentimentos e verdades. Simples verdades. mas que fazem a diferenca na vida em famìlia, tipo essa: “aprendemos a ser filhos quando nos tornamos mãe/pai” … e esta: “…que eu sofro, choro mas sou forte.”… Com certeza, estamos aprendendo muito com voces. Um Feliz Dia das Màes! Bencãos sobre voce e sua famìlia!

  9. Tudo verdade Andi ! Senti muito isso com meu pai, e apartir daí fiquei pensando muito nisso. As vezes gastamos nosso tempo sem nos dar conta, de que poderia ter sido de forma muito mais proveitosa. Um abraço da Yara

  10. linda mensagem temos de amar viver e aproveitar todos os momentos perto das pessoas mais importantes de nossa vida a família que Deus te conseda viver muitos e muitos anos com a sua linda família bj feliz dia das mães

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *