Todo ato realizado na confusão adensa a confusão

Depois de cinco dias senti que tinha conseguido sair do meio da névoa.

Tudo estava do meu lado, na minha frente, ao me redor e eu não conseguia “enxergar” por causa da névoa que coloquei nos meus pensamentos.

A ansiedade e  a tristeza tomaram conta de mim e eu fiquei revoltada comigo mesma pois eu não tinha motivo algum para ter esses sentimentos.

Será que não tinha motivo? Será que precisa ter motivo?

Acredito ser importante entendermos como nossa mente funciona mas nem sempre teremos todas as repostas e eu tenho dificuldade em aceitar isso.

A “neurose” de uma pessoa é sempre uma limitação de sua força. Fabricamos para nós mesmos um mundo que nos impede de fruir e crescer. Somos nós que criamos as circunstâncias e as pessoas que viram nossos obstáculos.
A viagem consiste em conquistar nossa própria força, nos tornar quem de fato somos, ocupar por fim o centro do mundo, viver num universo feito por nós, que acolha e abençoe nossa alegria.
(Fogo Liberador)

Muitas vezes tenho a falsa sensação de que não posso sofrer, me irritar, etc,  pois tenho uma vida maravilhosa e isso gera mais angústia e torna-se um ciclo vicioso de pensamento negativos.

Simplesmente se nos permitirmos “sentir”, acolhemos o sentimento, não lutando contra mas aceitando e dissipando a energia negativa.

Saiba sentir a dor e o sofrimento para livrar-se dele. Tudo o que tu te recusas em veemência a sentir se materializa e te prende – Sem opções de fuga.

Agora tudo está claro mas devo lembrar que de tempos em tempos a névoa reaparece.

One thought on “A névoa se dissipa…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *