Há um ano falei Sobre a impotência da companhia, ainda vejo esse texto como um bom texto para os acompanhantes daqueles que passam pelo que passamos.

De forma simples exprimi que a dor de acompanhar é a dor da impotência de realizar: nada do que o acompanhante faça mudará a realidade. É duro sentir e pensar assim, mas, é melhor que ilusão doutro pensamento.

Hoje

Caminhamos para mais uma etapa do tratamento: estamos chegando a ultima das etapas de procedimentos cirúrgicos – A próxima prótese será a definitiva (assim espero).

Esta nos custou muito para alcançar: desde custos emocionais a custos financeiros. Mas confesso a mim, nesse momento pouco importa. Me importa ver ela feliz, alegre, sorridente e acima de tudo vivendo uma vida que é ela quem faz, não uma enfermidade.

Conduzimos nossa vida baseados em nossas convicções, não em nossos medos. Quantos podem viver assim?

Sobre a foto deste post

Quando olho a foto deste post, inevitavelmente, lembro da pose que capturei há mais de um ano: essa foto me acompanha em todos os sonhos.

As vezes em alguns pesadelos.

Não tenho medo mas sei respeitar meus limites.

Você se conhece em todos seus limites?

Até onde podes ir?

Amanhã finalizaremos essa etapa

E estremos preparados para a próxima.

Você também estará?

Cada passo que damos juntos nos faz mais forte, mais certos que o caminho é este e que podemos contribuir com todos aqueles que estão ao nosso redor para serem cada vez melhores.

Paz, Saúde e Prosperidade é o que eu te desejo nesse exato momento.

Porque sei que é exatamente isto o que precisas.

Nem mais nem menos.

Estejas sempre abençoado com a alegria que apenas Ele pode te ofertar.

 

2 thoughts on “O medo de seguir adiante: ele está ao teu lado e tens de ser ainda maior do que pensas que podes

  1. Paz Saude e prosperidade pra vcs tb!! Mas principalmente amor!! E esses sorrisos que vcs tanto emanam!!! ❤️❤️❤️

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *